O TUDO ou NADA acontece sempre na meta 1 e nos projetos no modelo PONTUAL.

Nele, a primeira meta deve ser sempre TUDO OU NADA, afinal o que você faria num primeiro momento se você precisa de 10mil, mas arrecadou apenas R$1000,00? Nada.

Você precisa arrecadar TUDO para tirar a sua ideia do papel. E nesse modelo é que temos mais de 70% de aproveitamento, pois o colaborador entende que, nesse primeiro momento, todo valor irá fazer a diferença e pode ter certeza de que você não vai se acomodar e irá divulgar a sua campanha até bater a meta 1.


Qual a melhor maneira de não correr grandes riscos e ainda sim manter a sua campanha com a arrecadação em alta?

Com as múltiplas metas, se a sua campanha for no modelo Pontual, você tem a oportunidade de se superar cada vez mais.


Sabemos que a meta 1 é TUDO OU NADA, mas a partir da segunda meta tudo aquilo que você arrecadar vai para o projeto, pois entendemos que qualquer valor irá fazer a diferença para a campanha.


Se o seu projeto tem um orçamento total de 10 mil e você não quer correr riscos de não conseguir arrecadar esse montante numa primeira meta, coloque como meta 1 um valor confortável e que irá fazer com que o seu projeto saia do papel. Dilua o valor restante em outras metas.


Lembrete: Sempre que estiver próximo de bater uma meta, divulgue para os seus colaboradores e informe que se a próxima meta for batida, o projeto tem chances de ser maior e mais completo.

Encontrou sua resposta?